22 de abril de 2014

My Sweet Little Girl - Chapter 02

Tãaao fofinha!!

Justin Point Of View

    Todos estavam muito tensos e preocupados. Minha avó e meu avô estavam sentados juntos olhando para minha mãe e esperando que ela começasse a falar alguma coisa. Bem, estava um silencio horrível e a minha vontade para saber quem havia morrido só aumentava..então perguntei:

Eu: Então...quem morreu? 

Pattie: Que? Como assim quem morreu?

Eu: Vocês nunca vem aqui, só quando alguém morre..e para meu pai estar aqui, aposto que foi uma pessoa da parte da família dele. Podem falar, eu aguento.

Kelly: Cala a boca idiota, só escuta! -disse batendo na minha cabeça-

Eu: Porra Kelly, para com isso!

Jeremy: Filho, para de falar bobeiras e se senta, o que temos para falar é bem sério.

Eu: Ótimo, já estou vendo que quem morreu era bem próximo de mim. -disse me sentando na cadeira-

    Todos voltaram a se encarar e a tentar explicar de um jeito que eu poderia entender o que estava acontecendo. É só falar logo quem morreu, será que é tão difícil assim? Eu choro no quarto por um tempo e depois acabou. Qual é, as vezes eu acho que sou a pessoa mais inteligente dessa casa..mas ai eu percebo que não sou.

Pattie: Não sei se você viu, mas tem uma menininha aqui.

Eu: Vi sim, até pensei que era a Kelly. -disse fazendo minha mãe franzir a testa- Longa história.

Pattie: Então, aquela menina se chama SeuNome. É filha de uma amiga minha. Essa amiga..abandonou a menina aqui..e agora nós temos que cuidar dela.

Eu: Como assim?

Lizzy: O pai da menina morreu e a mãe ficou com depressão. Ela não conseguia mais cuidar da SeuNome, então se lembrou da mamãe e resolveu deixar a SeuNome com a gente.

Eu: Hmm..espera, Lizzy, você não tem 13 anos?

Lizzy: Tenho, idaí?

Eu: Você não deveria saber tanto. -disse, fazendo ela revirar os olhos-

Kelly: A questão é a seguinte, eu trabalho, a Lizzy só tem 12 anos, mamãe não tem tempo de cuidar da menina por causa do vovô e da vovó e papai esta ocupado demais cuidando dos novos filhos dele. O único que sobrou foi você.

Eu: Kelly, o que você esta querendo dizer com isso?

Kelly: Muleque lerdo. -revirou os olhos- Você terá que cuidar da SeuNome.

Eu: QUE?? POR QUE EU?? POR QUE EU?? -gritei recebendo mais um tapa na cabeça-

Kelly: PARA DE GRITAR!! Você tem que ter alguma responsabilidade na sua vida e saber que o mundo não gira em torno das suas maluquisses!! -falou nervosa- Vai cuidar da menina você querendo ou não.

Jeremy: Não é tão difícil cuidar de uma criança, aposto que você vai fazer isso direitinho.

Lizzy: Fala isso por experiência própria, né Jeremy? -falou sem olhar para ele-

Jeremy: Filha, já disse que eu não...-interrompido-

Lizzy: Bla bla bla. -ela resmungou e depois se levantou, indo para o quarto-

    E mais uma vez, todos me olharam como se esperassem que eu falasse alguma coisa. O que eu tenho que falar?? Já sei...

Eu: Vocês só devem estar loucos. Como eu posso cuidar de uma menina do tamanho da SeuNome se eu nem sei me cuidar sozinho? É mais inteligente colocar a Lizzy para cuidar dela.

Kelly: Pior que ele esta falando a verdade.

Vovó: Justin meu querido, já passou da hora de você perceber que a vida não é feita só de diversão. Você tem que se responsabilizar com alguma coisa. -disse me fazendo pensar-

Pattie: Escutou  o que a sua avó disse, não é?

Eu: Escutei. -abaixei a cabeça-

Avô: Ótimo, problema resolvido. Agora posso voltar pra casa? -disse me fazendo rir-

Pattie: Sim pai, pode ir embora. -disse rindo de leve- Jeremy, você pode me dar uma carona?

Jeremy: Claro. Justin, Kelly, foi bom ver vocês. -sorriu meio triste- Me desculpem por não ter mais dado notícias.

Kelly: Já acostumamos com a sua ausência como pai. -disse séria-

Jeremy: Falem pra Lizzy que eu a amo. -disse mais triste ainda-

Kelly: Acho que ela não vai gostar...-interrompida-

Eu: Pode deixar que eu falo.

    Papai deu um suspiro triste e depois saiu de casa acompanhado dos meus avós e da mamãe. Mesmo sabendo que ele não esta sendo um pai para nós, já que ele só esta dando atenção para sua nova família..acho que não quero ver a Kelly soltando o veneno dela. Ele continua sendo meu pai..e é meio triste vê-lo triste.

     Depois que todos saíram, eu olhei para a Kelly, que agora olhava para o chão como se ali estivesse acontecendo alguma coisa muito interessante. Me levantei para ir para o meu quarto..mas uma menininha saltitante entrou na cozinha antes que eu pudesse sair. 

SeuNome: SeuNome quer ir no banheiro! -disse enquanto se encolhia-

Eu: Ela não sabe ir no banheiro sozinha? -sussurrei para a Kelly-

Kelly: Lógico que sabe, idiota! Ela só não sabe aonde é o banheiro. 

Eu: Ah tá.

Kelly: Vamos SeuNome, eu te mostro aonde é o banheiro, mas antes quero que você conheça o Justin, esse imbecil vai ser quem irá cuidar de você.

Eu: Não sou imbecil!

Kelly: Sei. -disse irônica- Agora vamos andando, pequena. -disse saindo com ela-

       Olhei para elas e depois sai da cozinha. Me joguei no sofá e fiquei olhando para a TV, aonde passava um desenho qualquer. É Justin, parece que seus dias de folga não vão durar por muito tempo. Como se cuida de uma criança? Se fosse um menininho, talvez eu soubesse o que fazer..mas é uma menina, acho que com as meninas as coisas são bem mais diferentes. Como se cuida de uma menina?? Okay, agora eu me arrependo profundamente de não ter ajudado a minha mãe a cuidar da Lizzy.

       Me levantei do sofá e fui andando até meu quarto. Precisava tomar um banho e esquecer de tudo. E talvez até consiga dormir, vai que no sonho eu tenha uma ideia de como cuidar de uma criança.

          Depois que tomei banho, coloquei uma blusa branca e uma bermuda azul escuro e me joguei na cama. Fiquei um pouco olhando para o teto e depois comecei a sentir sono...mas escutei a minha irmã gritando meu nome. 

Eu: Só pode estar de brincadeira. -disse enquanto colocava o travesseiro no rosto-

Kelly: JUSTIN!! -gritou entrando no meu quarto- Quero conversar com você.

Eu: O que eu fiz dessa vez?

Kelly: Estou aqui para falar do que você ainda não fez..e espero que não o faça.

Eu: Okay, o que eu ainda não fiz?

Kelly: Quero que você fique longe da SeuNome, não quero que toque em um fio de cabelo dela.

Eu: Se eu tenho que ficar longe dela..como vou cuidar dela?

Kelly: Você me entendeu! Sei da sua fama de pegar várias garotas por ai e quero que você saiba que se encostar na SeuNome você nunca mais entra nessa casa. Esta me escutando?

Eu: Kelly, acho que você esta se esquecendo que a SeuNome é muito menor do que eu. Sério, acha que eu faria alguma coisa com uma menina de quatro anos?

Kelly: Ela tem seis anos!

Eu: Tanto faz, acho que você já entendeu.

Kelly: Desce pra jantar. E é melhor se lembrar dessa nossa conversa. -disse saindo do meu quarto-

    É só o que me faltava, minha irmã pensar que eu vou fazia alguma coisa com uma criança de seis anos. Sério, que tipo de monstro ela pensa eu sou?? As garotas que eu fico são tudo da minha idade ou um pouco mais velhas, não fico com garotas mais novas.

    Me levantei da cama e fui para a cozinha, aonde encontrei minha mãe colocando a comida para SeuNome e a Kelly tentando conversar com a Lizzy, mas como eu aposto que já disse, Lizzy não é uma pessoa muito...legal para se conversar. Ela fica mais calada na dela.
   Me sentei ao lado da Lizzy e de frente para SeuNome, que parecia muito animada com o prato de macarronada dela. Ela estava balançando os pés embaixo da mesa e olhava para o prato como se aquela fosse a coisa mais gostosa que ela um dia já comeu. Ela era a menininha mais fofinha que eu já vi...mas não quero estragar com a fofura dela. Aonde já se viu, colocar um adolescente de 15 anos para cuidar de uma criança de 6 anos?

Pattie: Justin, amanhã você vai levar a SeuNome para a escola.

Eu: Okay. Aonde fica a escola dela?

Pattie: Vou escrever o endereço para você. Tem que estar lá as 7:30 da manhã.

Eu: Espera..vou ter que acordar mais cedo?

Pattie: Se não quiser se atrasar.

Kelly: Esta animada para ir a escola amanhã, SeuNome?

SeuNome: Estou sim. Vou desenhar e pintar..e também tentar fazer amigos. -disse fofa-

Kelly: Tenho certeza de que você fará muitos amigos. -sorriu gentil, fazendo a menininha sorrir também-

Eu: Vem cá, se ela chegou hoje..como já vai ter aula amanhã?

Kelly: Fui na escola com a mamãe e fizemos a matricula dela.

Eu: Hmm. -disse olhando para o prato-

      Comemos todos em silencio. De vez em quando eu olhava para SeuNome e ria da dificuldade que ela tinha para pegar o macarrão. Como pode ser tão fofinha? Agora estou me perguntando o porque da mãe dela ter abandonado ela aqui. Até entendo esse negócio do pai morrer e ela entrar em depressão, mas acho que não se deve abandonar a filha por isso. Sei lá, ela poderia muito bem ter continuado com a SeuNome. Aposto que a filha ia conseguir animar um pouco a mãe..mas acho que ela não pensou nisso.

     Logo que terminei de comer, fui para o meu quarto e fiquei lá no computador vendo algumas coisas e falando com os meninos. Acredita que os filhos de uma puta riram da minha cara quando eu disse que teria que cuidar de uma menininha?? Mas depois começaram a falar que era minha filha. Nem respondi, deixei eles falando sozinhos e desliguei o computador.

        Quando começou a ficar tarde, mais ou menos umas 22h da noite, deitei na cama e fiquei olhando uma revista que não é recomendada para crianças. Acho que já deu para entender que tipo de revista que era. Enfim, estava lá na minha, quando escutei alguém batendo na porta e uns segundo depois entrando no meu quarto, escondi a revista debaixo do travesseiro e olhei para a porta, aonde tinha uma menina vestindo um short rosa e uma blusa enorme por cima. Ela me viu olhando para ela e corou violentamente, me fazendo sorrir da fofura dela.

SeuNome: Justin...você deixou isso cair quando saiu da cozinha. -disse vindo até mim e me dando um pregador-

Eu: Deixei mesmo?

SeuNome: Deixou.

Eu: Hmm..obrigada e...boa noite. -sorri para ela-

    Percebi que ela ainda continuava parada me olhando meio envergonha. Olhei para SeuNome e vi que ela estava segurando um travesseiro. Espera...eu não deixei nenhum pregador cair e agora acho que percebo o que ela quer. SeuNome quer dormir comigo, por isso inventou essa história deu ter deixado o pregador cair. Dei um sorriso de leve e disse:

Eu: SeuNome, você quer dormir comigo?

SeuNome: Sério? -perguntou com um sorriso animado no rosto-

Eu: Sério, a cama é grande e da para nós dois dormirmos aqui.

SeuNome: EBÁ! -disse animada e vindo para a cama-

      SeuNome subiu na minha cama, colocou o travesseiro dela ao lado do meu e depois se deitou olhando para mim. Dei um sorriso de leve e voltei a me deitar na cama. Acho que esta na hora de dormir. Tirei a revista que estava debaixo do meu travesseiro e fui coloca-la embaixo da cama. Antes de fazer isso, SeuNome segurou meu braço e perguntou:

SeuNome: Justin, que revista é essa? -perguntou inocentemente-

Eu: É uma revista com imagens que eu gosto muito de ver. -disse escondendo o riso-  Você quer ver?

SeuNome: Quero! -disse animada-

Eu: Desculpe mas não pode, essa revista não é para crianças. -disse jogando a revista para baixo da cama-

SeuNome: Se eu não poderia ver, por que você perguntou se eu queria ver? -perguntou com uma carinha chateada-

Eu: Ficou triste? Desculpa se te enganei, amanhã vou comprar uma revista pra você. Tudo bem? -perguntei fazendo ela sorrir-

SeuNome: Tudo bem. -sorriu animada- Mas promete?

Eu: Prometo. Agora vamos dormir. -disse dando um beijo na testa dela- Boa noite.

SeuNome: Boa noite. -disse com as bochechinhas coradas-

        SeuNome virou para o outro lado e eu me deitei de barriga pra cima...mas não consegui dormir, fiquei um longo tempo olhando para a SeuNome. Ela respirava calmamente e parecia um anjinho com os olhos fechados. O que a mãe dela tinha na cabeça??
Eu sei que demorei um ano para postar e até tinha desistido de postar, mas odeio abandonar uma fic no meio do caminho (sem contar que me animei e resolvi voltar). Vou postar mais um capítulo como desculpa pela demora e verei se continuo amanhã ou quinta. Espero que gostem do capítulo e me desculpem por ter abandonado o blog :/

4 comentários:

- Se você leu, por favor comenta!
- Pode dar sua opinião, mais por favor não me xingue!
- Anônimos coloquem o nome de vocês tá?

Espero que você tenha gostado do meu blog!
Espero te ver aqui sempre!!